Dom Alcimar Caldas

Alcimar Caldas MagalhãesEle nasceu em 2 de fevereiro de 1940 no Igarapé de Ourique no município de Benjamin Constant/AM. Amazonense, filho de nordestinos, trabalhadores de seringal. Aos 13 anos de idade decidiu ser padre. Começou no Seminário São José em Manaus em 1953 e ao entrar na congregação franciscana da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, recebeu o nome de Frei Evangelista.

No Ceará, recebe o Hábito Religioso. Os primeiros votos foram no Convento de Parnaíba/PI e recebe as Ordens Menores em 1964 em Fortaleza/CE.

Estudando teologia na Itália, é ordenado Sacerdote por Dom Adalberto Marzi e celebra a sua primeira missa na tumba de São Francisco de Assis, na Basílica de São Francisco, na Itália em 1967. Se formou em Teologia Dogmática pela Lateranense de Roma e Jornalismo na rede Audiotelevisiva Italiana (RAI).

De volta ao Brasil, assumiu a Paróquia de São Paulo de Olivença e na década de 70 assume cargos dentro da Ordem dos Capuchinhos no Amazonas e Brasil.

Foi nomeado bispo em 1981, designado para trabalhar em Carolina no Maranhão. A sua ordenação episcopal foi em Manaus, na Igreja de Nossa Senhora de Aparecida. Também  colaborou na Diocese de Grajaú/MA. Entre os anos de 1983 a 1989 atuou na Pastoral da Juventude e da Pastoral da Comunicação no Regional Nordeste IV da CNBB, Maranhão e Piauí. E foi membro e vice-presidente nacional do Movimento de Educação de Base (MEB) e ajudou a criar a Diocese de Imperatriz/MA.

Em 1990 é nomeado para a Prelazia do Alto Solimões, tomando posse no dia 18 de novembro.

No Alto Solimões Dom Alcimar teve participação ativa nas causas sociais, sendo eleito em 1999, conselheiro do Estado do Amazonas para o setor primário, condecorado com a medalha Marechal Cândido Rondon.

Em 2002, organizou e executou em parceria com o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas o Programa de Zoneamento Ecológico, Econômico e Participativo na região do Alto Solimões/AM.

Sempre preocupado em recuperar a auto-estima dos índios, ribeirinhos e marginalizados urbanos; planejar ações eficazes para evitar o esvaziamento das comunidades ribeirinhas e indígenas;  iniciativas de segurança alimentar – preocupado com esgotamento das reservas de peixes e abandono da agricultura familiar; descobrir e capacitar novas lideranças políticas com boa formação ética e cristã e envolver os universitários com a realidade da região.

No dia 24 de maio de 2015, Dom Alcimar Caldas, abraçou fraternalmente Dom Adolfo Zon Pereira, novo bispo Diocesano, creditando confiança e antes de entregar o báculo ao seu sucesso, beijou-o, demonstrando amor pela missão realizada. Muito obrigado, Dom Alcimar pelos 24 anos de doações, amor e ardor missionário dedicados a Diocese do Alto Solimões.